05/06/2018 • Notícias

Gases Abdominais

A sensação de inchaço abdominal ou a distensão abdominal são sintomas frequentes na pratica clinica, e podem ou não estar associadas a outras doenças do aparelho digestivo, como a Doença do Refluxo Gastresofágico, a Síndrome do Intestino Irritável, assim como as intolerâncias a carboidratos (lactose e frutose).

 

Usualmente, a queixa existe apesar da quantidade de gás no intestino e câmara gástrica dos pacientes ser próxima à normalidade (em torno de 200 ml). Muitas vezes, a sensibilidade ao volume de gás nas alças intestinais é aumentada, o que causa a sensação de inchaço e desconforto.

 

Existem situações, no entanto onde a quantidade de gás está realmente aumentada, como nos vários distúrbios relacionados à motilidade do sistema digestivo, ou relacionados à retenção e produção aumentadas de gás no intestino.

 

O gás pode ser originado pela ingestão de ar ambiente, quando geralmente é eliminado após chegar ao estômago, na forma de eructações (“arrotos”). Em alguns casos, pode ocorrer a ingesta anormal de gases, conhecida como aerofagia, relacionada à ansiedade, que consiste na ingestão de ar, com eructações antes do mesmo chegar ao estômago.

 

Em pacientes submetidos à fundoplicatura (cirurgia antirrefluxo), muitas vezes existe uma dificuldade de eructação, que melhora com o tempo, mas que pode ser desconfortável, pelo acumulo de maior quantidade de gás na câmara gástrica.

 

O gás também pode ser produzido no trato digestivo, em diferentes segmentos, e sua produção pode ser aumentado no caso de supercrescimento bacteriano, ou no caso de ingesta de produtos que propiciam à produção de gases, como sorbitol, xylitol, lactose, frutose, entre outros.

 

O volume de gás que passa pelo reto é em torno de 500 a 1500 ml, usualmente, em situações normais. É normal a eliminação de flatos, de 10 a 20 vezes por dia, em indivíduos normais. O odor característico dos flatos corresponde, geralmente, a compostos ricos em enxofre, e também pode variar com o tipo de dieta do individuo.

 

Existem distúrbios de motilidade, que retardam a eliminação de gases pelo intestino, assim como outras alergias ou intolerâncias alimentares, e distúrbios da anatomia do intestino grosso.

 

No caso de sensação de gases excessivos, eructações ou flatos, é sempre importante procurar um médico, para adequado diagnóstico e tratamento, já que esses sintomas podem ser associados a distúrbios mais graves, e que podem comprometer bastante a qualidade de vida dos acometidos.